Explodido - "Do fundo do Coração", de Mary Higgins Clark


Leitura: 8 a 14 de Fevereiro
Editor: Bertrand Editora
Páginas: 308
Sinopse: aqui

AutoraMary Higgins Clark

Tiro opinativo

Gostei, mas estava com elevadas expectativas…!

A capa é enganadora, fez-me lembrar do outro livro da mesma autora “A clínica do terror” (um dos meus preferidos) e afinal a história é completamente diferente! Não tem nada de clínico! Todos sabemos que a sinopse fala do coração, até a interrogação “Poderá o coração de um dador passar os seus segredos à pessoa que o receber?” se encontra em grande destaque na contracapa, e aviso-vos desde já que não é o que se parece. Não é o coração que vai revelar o caso. É só para dar um pequeno retoque à história, nada mais. Sem este pormenor, a história seria igual ou inalterável, ou seja, o coração não é o centro da história!

A acção passa-se essencialmente no tribunal. Um marido é acusado de ter assassinado a sua mulher. A protagonista da história, Emily Wallace, é uma advogada de acusação. Iremos acompanhá-la no decorrer do tribunal... E o que ela descobre é muito surpreendente em que nos dá uma volta completa de 360º!

Os capítulos são curtos, o que nos faz acelerar a leitura, querendo ler mais um bocadinho. Também o ingrediente típico de MHC, o tão conhecido suspense, faz com que avancemos depressa, sem termos tempo para respirar!

A única coisa em que fiquei desapontado foi a ausência de ligação emocional com os personagens. Achei-os como meros figurativos que ali estavam para construir a história.

De resto, apesar dos pontos negativos, é um policial interessante e envolvente que vale a pena ler, sobretudo para quem gosta de tribunais, de "escutar" os advogados e testemunhas, de presumir se o arguido é inocente ou culpado!

ClassificaçãoCartucho de Cobre

À Caça de Adversários
As Leituras do Corvo
(Mais adversários que se acusem!)

8 comentários:

  1. há de ser uma das próximas leituras, gostei de ler a tua opinião, bom trabalho :)

    ResponderEliminar
  2. Desta autora só li " O luar fica-te bem " e "Um olhar na Escuridão"... e adorei. Vou por este na lista!

    ResponderEliminar
  3. Nunca li nada desta autora e a sinopse parece de facto muito interessante. Foi uma das minhas últimas aquisições do ano passado... Tu desmotivas-me Guerreiro, eu não gosto de tribunais!

    ResponderEliminar
  4. Acabei de ler um livro sobre a doação de um coração, é completamente diferente deste,mas também fala no final de pessoas que adquirem caracteristicas do dador.
    Contigo vou à falência!
    Mais um livo para a lista infinita...

    ResponderEliminar
  5. Nunca li nada desta autora e a semana passada enquanto arrumava as estantes cá de casa encontrei um livro desta autora dos meus pais. Nem sabia que o tinha! Depois desta crítica fiquei curiosa e tenho mesmo que ler!

    ResponderEliminar
  6. Já o li e também esperava mais do livro. A sinopse engana muito em termos da parte médica (pensei que se iria focar no transplante de coração) mas isso não acontece.
    Muita parte jurídica e processo no tribunal.
    Já li bastantes livros desta autora e também concordo que a Clinica do Terror é um dos melhores.

    ResponderEliminar
  7. Há imenso tempo que não leio nada dela, mas foi MHC que despertou o meu gostinho por mistérios/thrillers, com um livro também que andava lá perdido em casa dos meus pais "Onde estão as crianças", se não me engano :)

    ResponderEliminar
  8. Tb foi o 1º q li da autora e concordo contigo Guerreiro, qdo dizes q a sinopse engana um pco.
    Já é o 2º livro neste ano em q me sinto burlada pela sinopse, oh q coisa!
    Mas msm assim gostei da história... Vou c td a certeza dar outra oportunidade à autora.

    E gosto do teu conceito de cartucho! ;)***

    ResponderEliminar